Srdjan Suki/Efe
Srdjan Suki/Efe

Raikkonen celebra liderança, mas avisa: 'Os tempos não significam muito'

Piloto finlandês minimiza vantagem nos treinos na Bélgica e contém otimismo antes de treino classificatório

Estadão Conteúdo

24 Agosto 2018 | 17h30

A Ferrari foi bem no primeiro dia de treinos do GP da Bélgica e viu Kimi Raikkonen ser o mais rápido desta sexta-feira no tradicional circuito de Spa-Francorchamps. O finlandês fez bonito e liderou a sessão da tarde com o tempo de 1min43s355, mas minimizou o resultado.

"A gente sempre diz que sexta-feira é sexta-feira e os tempos deste dia não significam muito. Foi bom, mas claro que ainda temos algum trabalho diante de nós. Amanhã, vamos tentar fazer nosso melhor para ver onde conseguimos terminar", declarou.

Apesar da análise ponderada, o próprio Raikkonen se mostrou feliz com os primeiros sinais dados pelo carro após a longa paralisação da Fórmula 1, que estava "de férias" desde o dia 29 de julho. "Foi nosso primeiro treino depois da pausa, fizemos nosso trabalho de sempre e tivemos uma boa sensação com o carro novamente."

Se Raikkonen foi o mais veloz da tarde, seu companheiro de equipe, o alemão Sebastian Vettel, fez o melhor tempo da primeira sessão. Pela manhã, ele completou sua melhor volta no circuito em 1min44s358. Como o finlandês, o piloto comemorou o resultado, mas avisou que somente no treino classificatório de sábado as equipes serão realmente testadas para a prova de domingo.

"No geral, eu acho que estamos indo na direção certa. Hoje, foi um pouco difícil descobrir em que nível estamos e acho que temos que esperar até amanhã para ter uma melhor ideia. O novo motor fez o que esperávamos. Hoje, tudo estava funcionando bem", considerou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.