CBV/ Divulgação
CBV/ Divulgação

Zé Roberto prevê duelo difícil contra a China pela Liga das Nações

Seleção feminina estreia na quarta semana da competição nesta terça-feira, às 8h30

Estadão Conteúdo

04 Junho 2018 | 20h58

O técnico da seleção brasileira feminina de vôlei, José Roberto Guimarães, projeta estreia difícil na quarta semana da Liga das Nações contra a China, em Jiangmen, nesta terça-feira, às 8h30 (de Brasília). "É a atual campeã olímpica e vai jogar diante da sua torcida. É a única equipe que teve a oportunidade de jogar todas as etapas em casa e isso ajuda o time delas que não tem problemas com viagens e fusos horários".

+ Zé Roberto destaca reação do Brasil após 'set irreconhecível' contra a Holanda

Para o treinador, a equipe adversária é a favorita ao título. "Elas têm como pontos fortes a Zhu (ponteira), a Gong (atacante) e a levantadora Ding. Uma das surpresas do campeonato é a atacante canhota Li (número 12), que também tem se destacado", analisou.

Zé Roberto Guimarães pede postura ao time brasileiro para superar as asiáticas. "Temos que manter a concentração e o volume de jogo que temos apresentado. Seguimos buscando uma melhor relação entre o bloqueio e a defesa. Vamos tentar aprender o máximo que pudermos com o time da China".

A central Adenízia, de 31 anos, destaca que o Brasil tem de fazer o jogo de paciência. "Sabemos que não vamos poder errar muito pois elas têm um time muito agressivo e contam com uma das melhores jogadoras do mundo, a Zhu (ponteira). Será importante sacarmos bem e jogarmos como um grupo. Essa partida é um teste para o nosso grupo", explicou a jogadora, uma das mais experientes do grupo.

Na primeira semana da competição, em Barueri (SP), o Brasil perdeu para a Alemanha na estreia, por 3 sets a 1, e venceu Japão e Sérvia, ambas também por 3 a 1. Na segunda semana, em Ancara, na Turquia, as comandadas de Zé Roberto Guimarães venceram as donas da casa por 3 a 1 e conseguiram outros dois resultados positivos por 3 a 0 sobre Argentina e República Dominicana. Na terceira semana, em Apeldoorn, na Holanda, além da vitória sobre as anfitriãs, por 3 a 1, o Brasil levou a melhor diante da Coreia do Sul (3 a 1) e Polônia (3 a 0).

A seleção brasileira está na segunda colocação na classificação geral, com 24 pontos (oito vitórias e uma derrota). Os Estados Unidos é líder, com 25, mesma campanha das brasileiras, mas com uma derrota por 3 sets a 2. A Sérvia é a terceira colocada, com 23. A China é a sétima, com 16, mas já tem lugar garantido na fase final por ser o país sede da etapa decisiva.

COPA PAN-AMERICANA 

A oposta Lorene e as ponteiras Fernanda Tomé e Gabriela Candido foram convocadas para a disputa da Copa Pan-Americana, que será realizada no período de 6 a 15 de julho, na República Dominicana. As jogadoras se apresentaram no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), nesta segunda-feira. O grupo brasileiro será comandado pelo treinador Wagner Coppini, o Wagão, auxiliar técnico de Zé Roberto Guimarães.

As levantadoras Dani Lins, Claudinha e Juma, as opostas Ana Paula Borgo e Bruna Honório, as ponteiras Maira e Edinara, as centrais Thaisa, Mara, Lara, Milka e Fran e as líberos Tássia e Natinha já haviam sido convocadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.