JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Corinthians empata com o Grêmio em jogo morno e mantém vantagem

Alvinegro continua com nove pontos de frente na ponta após empate por 0 a 0, dentro de casa

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2017 | 23h41

Para quem esperava um clássico com futebol de líder e vice-líder, rivalidade, emoção e um espetáculo, foi uma decepção. Corinthians e Grêmio fizeram um jogo fraco tecnicamente e com poucas chances de gol na arena. O resultado não é o ideal, mas está longe de ser um grande problema para o time de Fábio Carille, que  manteve a diferença em nove pontos para o Grêmio. Se o Santos vencer o Sport, em Recife, nesta quinta-feira, fica à sete pontos do líder.

+ TEMPO REAL - Corinthians 0 x 0 Grêmio

+ TABELA - Classificação completa do Brasileirão

O técnico Fábio Carille fez mistério sobre a escalação e acabou mandando a campo o time já esperado. A única alteração foi no posicionamento dos atletas. Jadson voltou a atuar pelo lado direito e não no esquerdo, como aconteceu nos últimos dois jogos. Neste lado, Romero foi quem ficou para auxiliar Guilherme Arana.

A alteração surtiu pouco efeito. A única novidade foi a postura mais agressiva, principalmente no primeiro tempo. Talvez pela rivalidade e importância que a partida tinha, a maioria dos corintianos entrou ligada, como Romero, exemplo de dedicação. Tanta vontade em determinados momentos se transformou em ansiedade.

O fato é que os dois times marcaram bem, e Luan e Jô, os dois artilheiros de quem mais se esperava em campo, foram presenças bem discretas. O corintiano teve apenas uma chance no primeiro tempo, de cabeça, e mandou para fora.

+ Jogadores do Corinthians destacam ter evitado aproximação do Grêmio

+ Casamento no gramado da Arena Corinthians agita o intervalo

No intervalo, um dos raros momentos de emoção na Arena Corinthians. Um casamento foi realizado no gramado entre o intervalo dos dois tempos.

Com a bola rolando, a equipe gaúcha se aventurou mais ao ataque. Aos 18, Carille resolveu colocar o amuleto Clayson, no lugar de Jadson. Depois, colocou Marquinhos Gabriel no lugar de Romero. Mudanças corriqueiras nas últimas partidas.

Com o passar do tempo, os rivais passaram a demonstrar cansaço e os espaços para atacar ficaram maiores. Assim, Edilson quase marcou pelo Grêmio, em chute de fora da área, defendido por Cássio e depois acertou a bola na trave, em cobrança de falta. A melhor chance corintiana foi de Maycon, que  tentou encobrir o goleiro Marcelo Grohe e mandou por cima do gol. Assim, o líder manteve a folga na tabela, mas também o mal futebol. 

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 0 x 0 GRÊMIO

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel (Fellipe Bastos), Maycon, Jadson (Clayson), Rodriguinho e Romero (Marquinhos Gabriel); Jô. Técnico: Fábio Carille.

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Jaílson, Arthur e Ramiro; Luan (Everton), Fernandinho (Beto da Silva) e Lucas Barrios (Jael). Técnico: Renato Gaúcho.

Juiz: Heber Roberto Lopes (SC).

Cartões amarelos: Barrios, Fagner.

Público: 40.008 pagantes.

Renda: R$ 2.231.124,40.

Local: Arena Corinthians, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.