Washington Alves/ Light Press/ Cruzeiro
Washington Alves/ Light Press/ Cruzeiro

Garantido na Libertadores após título, Cruzeiro encara o líder Corinthians

Mano Menezes não poupa titulares e ressalta que espera 'terminar o ano da melhor maneira possível'

Estadao Conteudo

01 Outubro 2017 | 06h06

O Cruzeiro volta a campo neste domingo após conquistar a Copa do Brasil. Com o elenco tranquilo por levantar a taça e garantir vaga na fase de grupos da Copa Libertadores, o time celeste receberá o líder Corinthians, às 16 horas, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O técnico Mano Menezes havia afirmado que não pouparia ninguém desta partida, apesar de todo o esforço dos titulares no empate sem gols com o Flamengo na última quarta-feira, com direito a emocionante vitória na disputa por pênaltis.

Entretanto, ao divulgar neste sábado a lista de 23 jogadores relacionados para o duelo, o treinador acabou confirmado o volante Hudson como mais novo desfalque da equipe. Ele sentiu dores na panturrilha das duas pernas e será poupado. Ele se juntou ao atacante Raniel e ao meia Robinho como principais baixas no time celeste para o confronto.

Raniel e Robinho já haviam sido confirmados por Mano como desfalques da equipe depois de terem se lesionado no confronto de volta da final da Copa do Brasil, na última quarta-feira, no Mineirão, contra o Flamengo, mas agora Hudson se tornou oficialmente também uma baixa.

Antes de saber que não poderia contar com Hudson, Mano ressaltou: "O Cruzeiro conquistou um título e isso só pode trazer coisas boas. Esperamos terminar o ano da melhor maneira possível. Temos a segunda melhor campanha do returno, atrás apenas do Botafogo. Os jogos serão encarados da mesma maneira de antes e com uma vantagem: não preciso poupar mais ninguém".

+ Corinthians usa próprio exemplo em Minas para encarar o Cruzeiro

Além das ausências de Hudson, Raniel e Robinho, o atacante Sassá, que não foi inscrito na Copa do Brasil, acabou sendo vetado deste duelo por causa de dores no joelho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.