Cesar Greco/ SE Palmeiras
Cesar Greco/ SE Palmeiras

Abel Ferreira retorna 'recarregado' ao Palmeiras após férias em Portugal

Treinador comandou atividades desta quinta-feira na Academia de Futebol e mira decisões da Recopa Sul-Americana e Supercopa do Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

01 de abril de 2021 | 16h39

Depois de uma cansativa e recompensadora temporada de glórias, com os títulos da Libertadores e da Copa do Brasil, o técnico Abel Ferreira passou cerca de 20 dias de férias com sua família, em Portugal. Nesta quinta-feira, voltou ao comando técnico do Palmeiras com coração 'recarregado de energia'.

"As férias foram muito boas, recarreguei meu coração de energia e amor para distribuir aqui para os jogadores e funcionários. Agora, o mais importante é retomarmos o foco para as decisões que se avizinham, para as próximas batalhas", afirmou o português, aos canais oficiais do Palmeiras nas redes sociais.

Enquanto estava fora, a equipe foi bem sob o comando do auxiliar João Martins: duas vitórias e um empate em jogos válidos pelo Campeonato Paulista Sicredi 2021. Mas não deu nem tempo de se readaptar em São Paulo.

Com o teste negativo de covid-19 depois do período de recesso, o português de 42 anos já chegou ao CT da equipe da capital paulista para botar novamente seu ritmo de treinos em dia. Abel realizou trabalhos físicos e algumas atividades específicas com bola pela manhã, treinando a troca de passes rápidos, inversões e verticalizações.

Com a paralisação do Campeonato Paulista por conta da pandemia, o Palmeiras tem pela frente as finais da Recopa Sul-Americana e da Supercopa do Brasil.

No dia 7, a equipe terá o jogo de ida contra o Defensa y Justicia na Recopa Sul-Americana, em Buenos Aires. A volta está marcada para o dia 14, no Mané Garrincha, em Brasília, segundo confirmação da Conmebol. Pela Supercopa do Brasil, o Palmeiras encara o Flamengo, também no estádio Mané Garrincha, no dia 11, em final única.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.