Williams Aguiar/Divulgação
Williams Aguiar/Divulgação

Após ser notificado pelo Sport, André se reapresenta ao clube 

Atacante não ia ao clube e sequer dava satisfações à diretoria desde a semana passada, quando negociava com o Grêmio

Gabriel Melloni, Estadão Conteúdo

27 de fevereiro de 2018 | 18h18

Depois de dias sem aparecer no Sport, o atacante André finalmente se reapresentou ao clube nesta terça-feira. O jogador havia sido formalmente notificado pelo clube na última segunda e, talvez por isso, foi ao CT José de Andrade Médicis, onde participou normalmente dos treinos.

+ Fase de grupos da Libertadores começa nesta terça com jogos de Grêmio e Cruzeiro

André não ia ao clube e sequer dava satisfações à diretoria desde a semana passada, quando negociava sua saída para o Grêmio. Mesmo após as conversas naufragarem, o jogador não voltou aos treinos, o que obrigou a diretoria rubro-negra a notificá-lo pelo descumprimento de suas obrigações.

"Não sei se foi pela notificação, mas ele se reapresentou. Agora, vai ter uma conversa com o departamento de futebol, que vai analisar a justificativa dele e decidir o que fazer. Mas a questão já está no departamento técnico", declarou o vice-presidente jurídico do clube, Lêucio Lemos, ao Estado.

O próprio Lêucio havia admitido a possibilidade de o Sport acionar André na Justiça, mas, agora, diante do retorno, informou que o clube desistiu desta ideia. "A notificação já surtiu efeito. Foi uma advertência. A consequência que pode haver é o desconto do salário pelos dias não trabalhados", explicou.

O dirigente revelou que André entrou em contato com a diretoria na noite de segunda-feira e pediu para ser avaliado pelo departamento médico, mas que o atacante ainda não deu uma justificativa formal pelo sumiço. "Ele alegou dores no joelho. Agendou para diagnosticar a lesão e ver o tratamento. Mas não se pronunciou sobre o motivo."

O fato é que a relação entre André e o clube ficou bastante desgastada depois deste episódio e, no momento, uma reconciliação parece distante. "Vamos ouvir o que ele tem a dizer. Depois, o departamento de futebol vai analisar. Não há, da parte do Sport, nenhuma intenção de prejudicá-lo. É um patrimônio que o clube tem. Se ele vai se reintegrar, vai depender do técnico e da comissão", comentou Lêucio.

Tudo o que sabemos sobre:
Sportfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.