Sebastien Salom/AFP
Sebastien Salom/AFP

Cardiff explica à Fifa decisão de não pagar ao Nantes por Emiliano Sala

Ingleses entendem que morte do atacante argentino em acidente aéreo anulou acordo de 17 milhões de euros (R$ 74 milhões)

AFP, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2019 | 07h53

O Cardiff City apresentou nesta segunda-feira suas alegações à Fifa em resposta ao conflito com o time francês Nantes, no caso da transferência de Emiliano Sala, o atacante argentino morto em um acidente de avião em janeiro, anunciou o clube galês.

"O Cardiff City FC apresentou hoje sua resposta à Fifa em relação à demanda apresentada pelo FC Nantes no dia 26 de fevereiro de 2019", confirmou um porta-voz da equipe que participa do campeonato inglês à AFP.

O Nantes, clube ao qual o atacante pertencia, recorreu à Fifa para reivindicar do Cardiff o pagamento pela transferência do atacante argentino. A instância havia dado um prazo para que o clube inglês respondesse: até o dia 15 de abril.

Após a morte do argentino no acidente aéreo, o Cardiff decidiu não fazer um primeiro pagamento de 6 milhões de euros (R$ 26 milhões), dos 17 milhões de euros (R$ 74 milhões) de custo total da transferência, que havia sido aprovado pelas autoridades do futebol antes da tragédia.

Segundo a imprensa britânica, o Cardiff considera que o acordo entre os dois clubes passou a ser "nulo" após a morte do jogador devido à rejeição da Federação Inglesa (FA, sigla em inglês) primeira versão do contrato. Sala morreu antes da assinatura do contrato revisado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.