Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Marco Bertorello/AFP
Marco Bertorello/AFP

Com Buffon no gol e novatos no ataque, técnico convoca Itália para amistosos

Luigi Di Biagio, interino no cargo, convoca os jovens Cutrone e Chiesa para jogos contra Argentina e Inglaterra

Estadão Conteúdo

17 de março de 2018 | 14h54

Os 40 anos não serão um impeditivo para o goleiro Gianluigi Buffon seguir defendendo a seleção italiana. Neste sábado, ele foi listado na convocação do técnico interino Luigi Di Biagio para os amistosos contra Argentina e Inglaterra, marcados para o fim deste mês. Com metade da idade do companheiro, os atacantes Cutrone e Chiesa são as novidades da relação.

+ Dirigente diz que Conte é o nome preferido para assumir a seleção da Itália

+ Ainda sem cortar Aguero, Sampaoli chama Angel Correa para amistosos

+ Sem o lesionado Kane, Inglaterra volta a convocar Wilshere após quase dois anos

Após a frustrante eliminação diante da Suécia na repescagem das Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia, em novembro passado, Buffon chegou a chorar enquanto concedia entrevista no campo, desculpando-se com os torcedores pelo fracasso da seleção - fora de uma edição do Mundial depois de 60 anos. Também anunciou que era sua última partida pelo selecionado italiano, posição revista pelo jogador em fevereiro deste ano.

"Pensava em curtir alguns dias de férias com minha família, mas quando a seleção precisa você tem de estar disponível e não pode decepcionar o país", disse, na ocasião.

A Itália enfrenta os argentinos no dia 23 de março, no Etihad Stadium, casa do Manchester City, na Inglaterra. Quatro dias depois, será a vez de encarar os donos da casa, em Wembley.

RENOVAÇÃO

Apesar da presença do veterano goleiro, o técnico Di Biagio resolveu apostar em algumas caras novas e jovens no seu primeiro desafio à frente da seleção principal. Ele comandava a seleção sub-21 do país até ser alçado à condição de interino no lugar de Gian Piero Ventura, que foi demitido.

Dois atacantes de 20 anos receberam seus primeiros chamados para defender a Itália: Patrick Cutrone, do Milan, e Federico Chiesa, da Fiorentina. Este último é filho do ex-jogador da seleção Enrico Chiesa.

Quem segue sem moral no país é o polêmico atacante Mario Balotelli. Apesar de ter marcado 22 gols em 30 partidas com a camisa do Nice nesta temporada, ele não foi lembrado por Di Biagio. O jogador não defende a seleção nacional desde a Copa do Mundo de 2014.


Confira a lista completa dos convocados:

Goleiros: Gianluigi Buffon (Juventus), Gianluigi Donnarumma (AC Milan) e Mattia Perin (Genoa).

Defensores: Leonardo Bonucci (Milan), Giorgio Chiellini (Juventus), Matteo Darmian (Manchester United), Mattia De Sciglio (Juventus), Gian Marco Ferrari (Sampdoria), Alessandro Florenzi (Roma), Daniele Rugani (Juventus), Leonardo Spinazzola (Atalanta) e Davide Zappacosta (Chelsea).

Meio-campistas: Giacomo Bonaventura (Milan), Bryan Cristante (Atalanta), Roberto Gagliardini (Inter de Milão), Jorginho (Napoli), Marco Parolo (Lazio), Lorenzo Pellegrini (Roma) e Marco Verratti (Paris Saint-Germain).

Atacantes: Andrea Belotti (Torino), Antonio Candreva (Inter de Milão), Patrick Cutrone (Milan), Federico Chiesa (Fiorentina), Ciro Immobile (Lazio), Lorenzo Insigne (Napoli) e Simone Verdi (Bologna).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.