Francisco Leong/AFP Photo
Francisco Leong/AFP Photo

Com desgaste muscular, William Carvalho é poupado de treino da seleção portuguesa

Jogador ficou na academia fazendo trabalhos mais leves, mas não deve ser problema para encarar o Uruguai pelas oitavas de final

Estadão Conteúdo

28 Junho 2018 | 06h02

O meio-campista William Carvalho foi poupado do treino da seleção portuguesa desta quinta-feira devido a problemas musculares. O jogador ficou na academia, mas não deve ser problema para o duelo contra o Uruguai, sábado, às 15h (de Brasília), em Sochi, pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

+ Vitória argentina evidencia que Sampaoli se tornou figura decorativa

+ Panamá mira 1ª vitória e Tunísia almeja quebrar tabu de 40 anos

+ Classificados, Inglaterra e Bélgica tentam confirmar boa impressão

William Carvalho foi titular nas três partidas da fase de grupos, contra Espanha, Marrocos e Irã. É um dos atletas de confiança do técnico Fernando Santos, e principal responsável pela marcação no setor de meio-campo.

A boa notícia para o treinador é que o atacante Gelson Martinsy e o lateral-esquerdo Raphael Guerreiro, que ficaram de fora de atividade de quarta-feira, trabalharam novamente e estão de novo à disposição para a partida contra o Uruguai.

O zagueiro Bruno Alves concedeu entrevista coletiva após a atividade e falou que a eliminação da Alemanha na primeira fase deve servir de alerta para os portugueses. "Não há jogos fáceis no Mundial, temos que entrar em campo sempre atentos", disse.

 

Alves é um dos atletas mais experientes do grupo. Tem 36 anos e disputou 96 partidas pela seleção portuguesa. Atualmente, está na reserva. Na opinião dele, sua equipe não tem que dar atenção especial à dupla de ataque Cavani e Luiz Suárez. "São grandes jogadores, sem dúvida. Mas todo o time deles, de uma maneira geral, tem potencial. Vamos olhar para todos", afirmou.

Sobre a possibilidade de entrar na equipe, ele desconversou e deixou nas mãos do treinador. "Estou sempre motivado. Trabalho todos os dias para merecer uma oportunidade. Creio que vai chegar. Todos os que não têm jogador estão trabalhando para ajudar Portugal a ganhar", disse.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.