Johann Groder/AFP
Johann Groder/AFP

Depois de vencer a Alemanha, Áustria quer surpreender o pentacampeão Brasil

Austríacos jogam contra a seleção brasileira no domingo, em amistoso antes da Copa do Mundo

Estadão Conteúdo

06 Junho 2018 | 20h46

Depois de vencer a Alemanha por 2 a 1 no último sábado, a Áustria voltou aos treinamentos fortes nesta quarta-feira em preparação para o amistoso contra o Brasil, neste domingo, às 11 horas (de Brasília), no estádio Ernst Happel, em Viena. Fora da Copa do Mundo, os austríacos esperam surpreender também a seleção pentacampeã do mundo, que faz o seu último teste antes da estreia no Mundial da Rússia.

+ Receita do futebol supera R$ 100 bi e esporte já é maior que PIB de 95 países

+ Infantino diz que jogos na Copa poderão ser suspensos em caso de racismo

"Sabemos que o Brasil é o favorito, mas como nosso treinador repetidamente enfatizou, tudo é possível em um jogo", afirmou o defensor Aleksandar Dragovic, do Leicester City, da Inglaterra.

Ele disse estar ansioso para enfrentar Neymar e companhia. "Oficialmente, é claro, é uma partida amistosa, mas isso não existe para nós. Eles são muito bons. É importantes jogo de teste para nós. Todos têm de estar totalmente motivados. Queremos evoluir".

As declarações do jogador mostram a confiança da seleção da Áustria, que além de ter superado a Alemanha no último sábado, venceu a Rússia por 1 a 0, três dias antes. Por isso, não deve entrar em campo recuada contra o Brasil.

 

"Temos por algum tempo muita confiança. Contra a Alemanha, mais uma vez recebemos um incentivo. Mas o Brasil está determinado e será um jogo completamente diferente. Temos que nos preparar agora. Esperamos obter algo contra o recordista em títulos mundiais", observou Martin Hinteregger, outro defensor austríaco, que joga no Augsburg, da Alemanha.

Pelo Grupo D, o Brasil estreia na Copa do Mundo no próximo dia 17 contra a Suíça, em Rostov. Depois, encara a Costa Rica, no dia 22, e encerra a primeira fase diante da Sérvia, no dia 27.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.