Rubens Chiri / São Paulo
Rubens Chiri / São Paulo

Em temporada de altos e baixos, Diego Souza se firma no São Paulo

Camisa 9, que quase foi embora para o Vasco em abril, deverá fechar o ano como artilheiro da equipe

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

20 de novembro de 2018 | 05h00

O São Paulo ainda luta por um objetivo na temporada, que é terminar o Campeonato Brasileiro entre os quatro primeiros colocados para garantir sua vaga direta na fase de grupos da próxima Libertadores. Independentemente de a equipe atingir ou não sua meta, um jogador do elenco vai terminar o ano em alta de qualquer maneira: Diego Souza.

Autor do gol da vitória do último domingo sobre o Cruzeiro (1 a 0), no Morumbi, o camisa 9 tem tudo para encerrar 2018 como o artilheiro do time. Ele já colocou 16 bolas nas redes dos adversários. O segundo na lista, o meia Nenê, tem 12.

Por enquanto, aliás, Diego Souza vai alcançando seu quinto melhor desempenho na carreira. Confira a lista:

2017 - Sport: 21 gols

2008 - Palmeiras: 18

2015 - Sport: 17

2011 - Vasco: 17

2018 - São Paulo: 16

Como ainda poderá disputar três partidas, o meia-atacante tem chance de melhorar sua performance com a camisa tricolor. O primeiro desafio será nesta quinta, contra o Vasco, às 20h, em São Januário, no Rio. Depois, na segunda (26), o duelo é com o Sport, no Morumbi. Fechando o ano, o São Paulo visita a Chapecoense, na Arena Condá, no dia 2 de dezembro.

"Entro em campo, a cobrança existe, mas procuro fazer o meu melhor. Nosso time vai batalhar com dignidade até o fim do campeonato", disse o jogador, depois da partida contra o Cruzeiro, quando marcou seu centésimo gol no Brasileirão de pontos corridos.

Em abril, insatisfeito com a reserva, o jogador cogitou até aceitar uma transferência para o Vasco. Na ocasião, Raí, diretor executivo de futebol, e o então técnico da equipe, Diego Aguirre, foram fundamentais a convencê-lo de que o melhor a fazer era permanecer no Morumbi. Diego Souza tem contrato até o fim de 2019, com possibilidade de renovação por mais uma temporada. Ele já declarou que possivelmente vai encerrar a carreira ao término desse prazo. O jogador está com 33 anos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.