Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

Everton é regularizado pelo São Paulo e pode estrear domingo

Atacante que chegou do Flamengo virou esperança de gols após eliminação na Copa do Brasil

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2018 | 18h29

O atacante Everton foi regularizado pelo São Paulo no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF nesta sexta-feira. De acordo com o técnico Diego Aguirre, ele será convocado para o jogo contra o Ceará, domingo, no Castelão, pela segunda rodada do Brasileirão. A sua escalação como titular ainda não está definida.

+ Temos que assumir que foi um fracasso, diz Aguirre após eliminação

+ É inadmissível levar dois gols após conseguir a vantagem, reclama Jucilei

A expectativa pela estreia de Everton cresceu entre os torcedores após a eliminação do time na Copa do Brasil após o empate por 2 a 2 com o Atlético Paranaense quinta-feira, no Morumbi. O colombiano Tréllez e seu substituto Diego Souza tiveram atuações ruins. Os gols do São Paulo foram marcados por Valdívida e Diego Souza.

Na tarde desta sexta-feira, o jogador de 29 anos fez seu primeiro treino coletivo. Ele jogou aberto pelo lado esquerdo, ao lado do peruano Cueva. Enquanto os reservas ou aqueles que atuaram poucos minutos no jogo de quinta-feira trabalhavam no gramado, os titulares fizeram exercícios regenerativos. 

Apesar da expectativa, o jogador declarou em sua apresentação que não tem vocação para ser artilheiro. "Eu sou ponta-esquerda. É difícil um ponta-esquerda ser artilheiro, mas minha característica principal é dar assistência", afirmou em sua apresentação no CT da Barra Funda na quarta-feira. 

O São Paulo investiu R$ 15 milhões na contratação de Everton. Foi o negócio mais caro da temporada. O ex-jogador do Flamengo é a nona contratação do São Paulo para 2018. Antes o clube acertou com Gonzalo Carneiro, Jean, Régis, Anderson Martins, Nenê, Valdivia, Diego Souza e Tréllez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.