Lucas Uebel/Gremio FBPA
Lucas Uebel/Gremio FBPA

Grêmio espera esvaziar departamento médico antes de semi da Libertadores

Serão 24 dias até o jogo contra o Barcelona no Equador

Estadão Conteúdo

02 Outubro 2017 | 19h58

O técnico Renato Gaúcho não esconde o alívio pelo "descanso" na temporada. Após a vitória sobre o Fluminense, no domingo, ele terá dez dias para preparar o Grêmio para a sequência do Brasileirão e, principalmente, para os duelos de ida e volta da semifinal da Copa Libertadores.

+ Renato exalta vitória com time desfalcado e minimiza futebol sem brilho

A folga, em razão dos jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo, deve ajudar o Grêmio a recuperar seus jogadores machucados. Somente no domingo, foram oito desfalques na partida válida pelo Brasileirão.

Renato Gaúcho não pôde contar com o lateral-direito Edílson, o volante Michel e os atacantes Fernandinho, Lucas Barrios e Luan, todos lesionados. Para completar, não teve também a dupla de zaga formada por Kannemann e Bressan, que estavam suspensos. E o meia Arroyo já fora liberado para defender a seleção do Equador nas duas rodadas das Eliminatórias.

"O pior já passou. Agora é recuperar jogadores. O que tinha que acontecer, aconteceu. Esperamos tirar o pessoal que estava no departamento médico, à exceção do Arroyo e do Michel. Agora, daqui para frente, esperamos que boas notícias aconteçam", afirmou o treinador, após a vitória sobre o Flu.

Para tanto, o departamento médico gremista terá 24 dias para recuperar a maior parte dos machucados da equipe. Isso porque o jogo de ida da semifinal da Libertadores está marcado para o dia 25, no Equador, contra o Barcelona. A volta será no dia 1º de novembro, na Arena Grêmio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.