ROBERTO VINÍCIUS/PAGOS
ROBERTO VINÍCIUS/PAGOS

Hudson reclama de arbitragem do Rio em jogo do São Paulo

Volante foi um dos punidos com o amarelo e está suspenso da próxima rodada

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

26 de julho de 2018 | 22h45

O volante Hudson não gostou de ver uma arbitragem carioca apitar a derrota de virada do São Paulo para o Grêmio, por 2 a 1, na noite desta quinta-feira, em Porto Alegre. O resultado impediu os paulistas de assumirem a liderança do Campeonato Brasileiro.

+ Aguirre perde três titulares do São Paulo para jogo de domingo

+ Veja lance a lance como foi: Grêmio 2 x 1 São Paulo

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

“É difícil falar de arbitragem, mas árbitro do Rio sabendo que estamos disputando com o Flamengo foi difícil, complicado para caramba, mas não vamos jogar carga no juiz”, lamentou-se Hudson, referindo-se ao árbitro Grazianni Maciel Rocha.

A chiadeira tem a ver com o fato de o São Paulo estar brigando diretamente com um clube do Rio, o Flamengo, pela ponta da tabela. Os cariocas haviam tropeçado no Santos na quarta (1 a 1), o que possibilitaria ao time tricolor assumir a primeira posição caso vencesse os gaúchos na Arena do Grêmio. O resultado negativo, porém, manteve os paulistas a dois pontos de distância: 31 a 29.

Hudson foi um dos três titulares punidos em Porto Alegre com o terceiro amarelo - ao lado de Arboleda e Militão. Como o trio estava pendurado, não poderá enfrentar o Cruzeiro, domingo, em Belo Horizonte. Everton e Rojas também acabaram advertidos, mas não desfalcarão o time de Diego Aguirre.

Diretoria também reclama. Diretor de futebol do São Paulo, o ídolo Raí também colocou em xeque o fato de o time encarar três jogos seguidos apitados por equipes de arbitragem do Rio - Corinthians, Grêmio e Cruzeiro.

"Vale a pena pensar em todos esses critérios para evitar qualquer tipo... até porque no próximo jogo contra o Cruzeiro o árbitro também é carioca. É algo que temos de ficar atentos e as pessoas responsáveis que decidem também têm de pensar nesses aspectos", alertou o dirigente. "A gente lamenta ter perdido três jogadores para o jogo contra o Cruzeiro. Isso faz a gente pensar no critério dos cartões", emendou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.