Matteo Bazi / EFE
Matteo Bazi / EFE

Ibrahimovic lamenta empate em retorno ao Milan: 'queria marcar e comemorar como Deus'

Atacante também analisa problemas do time no ataque e se dispõe a ajudar 'em todos os sentidos'

Redação, Estadão Conteúdo

07 de janeiro de 2020 | 06h43

Ibrahimovic não saiu satisfeito de sua primeira partida no retorno ao Milan, um mero empate em 0 a 0 com a Sampdoria dentro de casa pelo Campeonato Italiano. Mantendo o estilo autoconfiante, o atacante sueco afirmou que queria fazer um gol para 'comemorar como Deus'.

"Senti muita adrenalina e emoção, isso me trouxe de volta 9, 10 anos. O relacionamento com os fãs sempre foi bom e me dá grandes motivações. Quando entrei em campo, me concentrei, queria marcar e fazer o gesto de Deus, mas isso vai acontecer na próxima vez", afirmou Ibrahimovic em entrevista a emissora Sky Sports.

O atleta também comentou sobre o que acredita que está atrapalhando a equipe. "Na última parte do campo, falta confiança e agressividade para fazer o gol. Você precisa entender o que fazer para tirar o melhor da equipe. Estou aqui há quatro dias, vou tentar ajudar em todos os sentidos", analisou.

Em crise há vários anos, o Milan segue mal na atual temporada, sendo apenas o 12º colocado do Campeonato Italiano e distante da briga por vagas em competições europeias. Agora, o time conta com Ibrahimovic para mudar a situação, tanto dentro de campo quanto na mentalidade do time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.