Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Mano Menezes exige concentração ao Cruzeiro nas partidas finais da temporada

Mesmo campeão da Copa do Brasil, clube busca vaga direta na Copa Libertadores de 2019

Estadão Conteúdo

25 Outubro 2018 | 11h54

Com o título da Copa do Brasil, conquistado na semana passada, o Cruzeiro já atingiu o objetivo traçado para esta reta final de temporada que era a classificação direta à fase de grupos da próxima edição da Copa Libertadores. Para os jogos restantes do Campeonato Brasileiro, o técnico Mano Menezes já deu o recado a todos os jogadores: quer concentração total em busca de vitórias e da melhor colocação possível na competição.

Depois de ser campeão em São Paulo contra o Corinthians, o Cruzeiro entrou em campo duas vezes pelo Brasileirão, ambas em Belo Horizonte. No último domingo, venceu a Chapecoense por 3 a 0, no estádio Independência. Já na última quarta-feira, foi derrotado pelo Ceará por 2 a 0, no estádio do Mineirão.

Para Mano Menezes, essa oscilação é fruto de um certo relaxamento. "É falta de concentração necessária para as coisas do futebol. Tem a ver, talvez, como o momento e isso já aconteceu no jogo diante da Chapecoense. E que lá nós ganhamos de 3 a 0. Mas se olharmos um pouco, o Fábio fez três grandes defesas lá. Não apareceu no resultado, mas já apareceu no jogo", disse.

"Tem a ver com o momento, tem a ver com a comemoração, tem a ver com um certo relaxamento, que não combina com um jogo competitivo. Jogo competitivo exige muito. O futebol brasileiro, o Campeonato Brasileiro é muito difícil de ser jogado. E se você não entrar exatamente com aquela dose necessária, escapam determinadas coisas e o adversário está preparado para aproveitar", completou o treinador.

De acordo ainda com Mano Menezes, o Cruzeiro irá trabalhar forte para recuperar o caminho das vitórias contra o Paraná, neste sábado, novamente no estádio do Mineirão. "Pagamos um preço duro, sentimos de novo o gosto amargo da derrota e vamos aproveitar esse gosto amargo para nos preparar bem para o jogo de sábado diante do Paraná, pensar para frente e não perder mais, principalmente dentro de casa", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.