Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Marcos Leonardo lamenta falha na criação e derrota do Santos antes de clássico

Equipe alvinegra perde para o Novorizontino e, mais uma vez, passa em branco

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2021 | 00h38

Não deu nada certo para o Santos na visita ao Novorizontino. Além de buscar se reabilitar de estreia ruim na Libertadores, queria vencer para ficar em situação menos complicada no Campeonato Paulista e, de quebra, chegar empolgado ao clássico com o Corinthians. Caiu por 1 a 0 e Marcos Leonardo lamentou um melhor desempenho e a falta de criação.

Com a derrota fora de casa, os santistas continuam com somente nove pontos no estadual, num campanha muito fraca. Mesmo assim, hoje estariam nas semifinais pelo fato de o Guarani ter perdido do Palmeiras por 2 a 1 e ter estacionado em oito.

"Não foi o resultado que queríamos. Ficamos bastante com a bola, mas não conseguimos criar chances claras", afirmou o atacante, que viu o time quase não ameaçar o gol da equipe do interior. O Santos está perdendo Soteldo, uma válvula de escape quando a situação aperta e que anda faz muito falta.

"É continuar trabalhando, porque domingo tem uma luta grande no clássico. É cabeça erguida, pois não faltou raça, nem coração", seguiu o atacante, crente em volta por cima diante do Corinthians.

Ariel Holan iniciou muito bem, mas seu time caiu muito de rendimento depois de ele substituir Marinho no do decorrer do jogo da volta contra o San Lorenzo, ainda na fase prévia da Libertadores, em Brasília. O atacante evitou cumprimentá-lo naquele dia e o futebol santista desapareceu.

Agora, o treinador tem de solucionar esse problema e resgatar a confiança do grupo justamente em sequência dura contra Corinthians, Boca Juniors e Red Bull Bragantino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.