Thibalt Camus/AP
Thibalt Camus/AP

Nantes exige que Cardiff pague a transferência de Emiliano Sala

Clube francês cobra R$ 71 milhões por contratação de jogador que desapareceu durante viagem de avião

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de fevereiro de 2019 | 14h57

O caso envolvendo o jogador argentino Emiliano Sala ganhou um novo capítulo nesta quarta-feira. O Nantes, da França, ex-equipe do atleta que desapareceu viagem de avião até a Inglaterra, pediu ao Cardiff City que pague o valor total da transferência do atacante para o clube galês. A informação é da agência Ansa.

Antes do acidente, Sala havia acabado de fechar sua transferência do Nantes, da França, para o Cardiff, do País de Gales, por 17 milhões de euros, cerca de R$ 71,6 milhões. O atacante argentino foi a contratação mais cara da história do clube britânico e sumiu justamente quando viajava para assinar contrato e se apresentar à nova equipe.

No entanto, a aeronave em que estava viajando desapareceu dos radares no dia 21 de janeiro, no Canal da Mancha, e só foi achada pelas equipes de buscas no último domingo. Um corpo, que pode ser de Sala, foi encontrado em meio aos destroços do avião. Apesar do Cardiff já ter assinado e arquivado o contrato com Sala, o time galês congelou após o acidente o pagamento da primeira prestação da transferência. 

O Nantes enviou um e-mail ao Cardiff na última semana para cobrar o valor da transferência. O prazo estipulado pelos franceses é de dez dias, segundo a imprensa inglesa. Apesar de a diretoria do Cardiff se sentir surpresa com a mensagem, a decisão será de honrar o compromisso e fazer o pagamento.

O argentino vivia o auge da carreira e era o quinto artilheiro do Campeonato Francês, com 12 gols. Antes do avião desaparecer dos radares, o atleta chegou a enviar um áudio a amigos que sentia "medo", porque a aeronave parecia estar "caindo aos pedaços".

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.