Alan Walter/Reuters
Alan Walter/Reuters

Promovido à elite inglesa, Wolverhampton anuncia renovação com técnico português

Nuno Espírito Santo acertou prorrogação até até junho de 2021

Estadão Conteúdo

10 Julho 2018 | 09h42

De volta à elite do Campeonato Inglês após sete anos, o Wolverhampton anunciou nesta terça-feira a renovação contratual com o técnico Nuno Espírito Santo. O comandante tinha vínculo até o fim da temporada 2019/2020 e acertou a prorrogação por mais um ano, até junho de 2021.

+ Após deixar o Atlético de Madrid, Fernando Torres assina com clube japonês

+ Guangzhou Evergrande confirma retorno do brasileiro Paulinho

+ Barcelona oficializa Arthur como reforço e fixa multa de R$ 1,8 bilhão

"Estou muito grato por causa da confiança que o clube colocou na gente. Meu time realmente funciona como um time. Primeiro, porque somos amigos, nos respeitamos e trabalhamos pelo mesmo objetivo. Este objetivo é encontrar cada detalhe que possamos para ajudar o time a desempenhar bem, competir e vencer. Sabíamos que o projeto precisava de tempo e, agora, temos três anos pela frente. Então, estou muito, muito grato e feliz por estar aqui", disse Nuno ao site do clube.

Ex-goleiro de equipes como Porto e Deportivo La Coruña, e com passagem pela seleção portuguesa, Nuno Espírito Santo chegou ao Wolverhampton em 2017, após comandar justamente o Porto e o Valencia. Em uma temporada à frente do clube, o levou ao título da segunda divisão inglesa após uma campanha em que somou 99 pontos.

"Começamos com a ambição de ter um time competitivo em todo jogo e criar uma identidade, uma formação, que nos permitisse jogar toda a competição no mesmo estilo. Fizemos isso e alcançamos o que queríamos. Nós temos um time, estamos na primeira divisão, e agora vamos para o segundo ano", comemorou.

O próprio Nuno, porém, reconheceu que a responsabilidade será maior na próxima temporada. "No segundo ano, o desafio é ainda mais difícil, mas temos algo em que nos apegamos: nossa identidade. Os jogadores sabem como jogamos. Eles sabem e entendem nosso jogo", considerou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.