David Gray/Reuters
David Gray/Reuters

Sérvio que apitou final da Liga dos Campeões será árbitro de Brasil x Bélgica

Milorad Masic comandou a partida em que o Real Madrid derrotou o Liverpool por 3 a 1

Almir Leite, Leandro Silveira e Marcio Dolzan, enviados especiais/Sochi, O Estado de S.Paulo

04 Julho 2018 | 15h52

A Fifa anunciou nesta quarta-feira que escalou o sérvio Milorad Mazic para apitar o duelo entre Brasil e Bélgica, sexta, em Kazan, pelas quartas de final da Copa do Mundo. Ele foi o árbitro de dois jogos desta edição do torneio da Rússia, além de ter trabalhado neste ano na decisão da Liga dos Campeões da Europa.

+ Vote: Quais seleções mais se destacaram na Copa do Mundo até o momento?

+ Larsson celebra volta à Suécia após suspensão: 'Assistir ao jogo é mais difícil'

+ Willian descarta chance de questão física afetar a seleção na reta final da Copa

Naquela partida, em que o Real Madrid derrotou o Liverpool por 3 a 1, o sérvio foi criticado por não ter punido o zagueiro Sergio Ramos, da equipe espanhola, por infração no atacante Mohamed Salah, do time inglês, e que provocou a saída do jogo do atacante egípcio logo no primeiro tempo por causa de lesão no ombro.

Para além dessa importante final, Mazic possui larga experiência. O sérvio também trabalhou na Copa das Confederações de 2017 em dois jogos, incluindo a decisão, em que a Alemanha derrotou a seleção chilena por 1 a 0.

Masic também está em sua segunda Copa do Mundo, pois em 2014 trabalhou no Brasil, tendo apitado a goleada da Alemanha por 4 a 0 sobre Portugal, na Fonte Nova, e a vitória da Argentina por 1 a 0 sobre o Irã, no Mineirão. O árbitro sérvio, de 45 anos, possui a insígnia da Fifa desde 2009 e também foi escalado para a Eurocopa de 2016, tendo apitado três partidas.

Agora na Rússia, Masic trabalhou em dois jogos. O primeiro foi a vitória do México por 2 a 1 sobre a Coreia do Sul, em que um dos gols da equipe latina saiu em cobrança de pênalti e em que aplicou quatro cartões amarelos ao time asiático. Já a outra partida foi o triunfo da Colômbia por 1 a 0 sobre Senegal, sendo que cada equipe recebeu um cartão amarelo.

Além de escalar Masic, a Fifa também apontou os sérvios Milovan Ristic e Dali Djurdjevic como seu auxiliares. Os norte-americanos Jair Marrufo, como quarto árbitro, e Corey Rockwell completarão o quinteto de arbitragem no duelo marcado para sexta-feira, às 15 horas (de Brasília), em Kazan.

O Brasil chega ao duelo com a Bélgica sem poder contar com o volante Casemiro, suspenso por acúmulo de dois cartões amarelos. Além disso, Neymar, Philippe Coutinho e Filipe Luís estão "pendurados" e poderão ficar de fora das semifinais caso voltem a ser punidos e a seleção avance de fase na Copa do Mundo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.