Reprodução / Twitter
Reprodução / Twitter

Torcedores do São Paulo fazem protesto em desembarque da equipe após derrota

Raí foi um dos principais alvos de um grupo de cerca de 50 torcedores, revoltados após o revés contra o Vasco

Redação, Estadão Conteúdo

16 de agosto de 2020 | 23h42

Um grupo de cerca de 50 torcedores do São Paulo foi ao aeroporto de Guarulhos protestar contra o time e a diretoria do clube no desembarque da equipe após a derrota para o Vasco por 2 a 1, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Membros de uma torcida organizada do clube tinham como alvos o o técnico, Fernando Diniz, o diretor de futebol do clube, Raí, outros membros da diretoria do clube e o elenco. 'Raí, pede para sair' foi um dos gritos entoados, enquanto os jogadores foram chamados de 'pipoqueiros'. Por conta dos protestos, a delegação são-paulina precisou ser escoltada, com grande presença de policiais no local.

A pressão no São Paulo segue alta após a eliminação para o Mirassol nas quartas de final do Campeonato Paulista. Na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, o jogo do clube foi adiado por conta de uma série de casos de covid-19 no adversário da ocasião, o Goiás. Contra o Fortaleza, mesmo com a vitória, torcedores foram para a frente do Morumbi protestar contra o futebol apresentado pela equipe.

Neste domingo, o São Paulo chegou a pressionar o Vasco no começo dos dois tempos, mas foi a equipe carioca que abriu o placar com Germán Cano. O argentino também fez o segundo do time cruzmaltino. Reinaldo descontou em um pênalti marcado nos acréscimos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.