Jonathan Nackstrand/AFP
Jonathan Nackstrand/AFP

Zagueiro da seleção da Dinamarca exalta cinco jogos sem sofrer gol

'A confiança está aumentando', afirma Christensen, jogador do Chelsea

Estadão Conteúdo

19 Junho 2018 | 22h10

O zagueiro Andreas Christensen confia na soberania da defesa para levar a Dinamarca às oitavas de final da Copa do Mundo. A equipe europeia está há cinco jogos sem tomar gol - na vitória na estreia do Mundial por 1 a 0 sobre o Peru e em outras quatro partidas preparatórias para a competição. "A confiança está aumentando", disse o defensor, nesta terça-feira.

+ Médico da Dinamarca diz que Kvist tem pequena chance de voltar à Copa

+ Eriksen reconhece atuação ruim da Dinamarca, mas valoriza vitória sobre Peru

Os dinamarqueses buscam a segunda vitória no Mundial, pelo Grupo C, nesta quinta-feira, às 9 horas (de Brasília), em Samara. Evitar ser vazado contra a Austrália é o primeiro passo para conseguir os três pontos.

"Não acho que sejam apenas os defensores que devem ser creditados por esse recorde. Quando não estamos com a posse de bola, o resto do time também trabalha para dificultar a criação das jogadas dos adversários. E, claro, quando você tem cinco jogos sem sofrer gol, a confiança está aumentando e pode ser uma razão autossustentável para continuarmos registrando ótimos resultados", completou Christensen, jogador do Chelsea.

Já o meia Christian Eriksen se mostrou animado com o fato de algumas seleções consideradas favoritas terem tropeçado na primeira rodada da Copa do Mundo. Os empates de Brasil e Argentina e a derrota da Alemanha são alguns exemplos.

 

"Ser favorito nesta Copa do Mundo tem sido divertido porque vimos o quão difícil isso pode ser. Todos os países participantes aqui são muito bons. Em todas as partidas que vimos até agora, todos os times tiveram chances de decidir o jogo. Mas é bom que todas as equipes tenham uma chance, somos apenas um pequeno país e o fato de os favoritos não terem conseguido se diferenciar ainda é um bom sinal para nós", avaliou o jogador do Tottenham.

O atleta de 26 anos também comentou sobre o estilo de jogo de algumas equipes, que atuam mais fechadas na defesa procurando o gol apenas nos contra-ataques. Para Eriksen, a alternativa são os chutes de fora da área.

"Nós vemos muitas equipes estacionadas, sendo muito contentes apenas para defender. Para abri-las, acho que é importante que você também tenha jogadores que tenham a coragem de testar o goleiro de longa distância", sugeriu.

Segundo o meia, estatísticas da Dinamarca mostram que a seleção nunca marcou um gol de fora da área em Copa do Mundo. "Mas certamente planejo corrigir isso", disse, confiante, prometendo arriscar mais.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.