Divulgação/CBG
Divulgação/CBG

Brasil fica em 7ª nos arcos em etapa da Copa do Mundo de ginástica rítmica

Brasileiras voltarão à disputa já na próxima semana, na etapa de Portimão, em Portugal

Estadão Conteúdo

06 Maio 2018 | 23h30

A seleção brasileira de ginástica rítmica ficou em sétimo lugar na prova dos cinco arcos, neste domingo, na etapa de Guadalajara da Copa do Mundo, na Espanha. Mesmo fora do pódio, o time brasileiro comemorou a colocação por ter se aproximado das maiores potências da modalidade mesmo com um grupo renovado.

+ Após denunciar abusos no futebol, ex-jogador do Santos lamenta escândalo da ginástica

+ CBG diz confiar em Goto e lança Zanetti como embaixador contra assédios

Na final da disputa, o Brasil anotou 15,550 e esteve abaixo do que exibiu na fase classificatório, quando marcou 17,300 e esteve à frente de rivais importantes, como Espanha, Ucrânia e França. A queda de rendimento se deveu à uma falha na coreografia na decisão das medalhas.

"Estamos tristes com o erro grave que aconteceu hoje, porém, saímos de cabeça erguida com o sétimo lugar e já pensando na próxima competição", afirmou a treinadora do conjunto, Camila Ferezin. "Representamos nosso país dignamente. Foi ótimo termos chegado a esta final logo na estreia porque vimos que estamos na briga e temos condições de estar entre os melhores."

A medalha de ouro nos cinco arcos ficou com as italianas, que anotaram 21,500. A prata foi conquistada pela Bulgária, com 20,350, e o bronze foi para a Bielo-Rússia, com 17,800.

As brasileiras voltarão à disputa já na próxima semana, na etapa de Portimão, em Portugal.

Mais conteúdo sobre:
ginástica rítmica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.