Thiago Diz/WSL
Thiago Diz/WSL

Gabriel Medina se machuca e dá adeus à possibilidade de tetra no surfe em 2022

Surfista ficará fora da próxima etapa do Circuito Mundial da WSL, em Jeffreys Bay, por causa de problema no joelho

Redação, Estadão Conteúdo

25 de junho de 2022 | 20h38

Eliminado na repescagem do Oi Rio Pro, etapa de Saquarema do Circuito Mundial de Surfe, Gabriel Medina se machucou e não deve surfar em J-Bay, na África do Sul, o penúltimo evento da temporada antes da disputa do WSL Finals. A assessoria do surfista informou que ele sofreu uma lesão do ligamento colateral medial do joelho esquerdo e passará por novos exames dentro de duas semanas.

Com isso, o tricampeão mundial deve encerrar a temporada com participação em apenas quatro etapas do circuito. Isso caso consiga competir no Taiti, em agosto. Depois, restará apenas a disputa do WSL Finals, em San Clemente, na Califórnia, com a presença dos cinco surfistas mais bem ranqueados para decidir o título. Vencedor no ano passado, quando se tornou tricampeão mundial, Medina não tem mais chances de se classificar.

Depois de anunciar que se afastaria das competições e não participar das cinco primeiras etapas do circuito, Medina voltou a competir no final de maio e foi terceiro lugar tanto em G-Land, na Indonésia, quanto em Punta Roca, em El Salvador. Com os dois pódios, somou 13.320 pontos no ranking e se colocou na 23ª posição.

Apesar de pouco provável, o surfista ainda podia sonhar em ir para a decisão, mas o desempenho frustrante na Praia de Itaúna, em Saquarema, e a lesão zeraram a possibilidade. Agora com 14.560 pontos, ele não consegue mais alcançar o quinto colocado Kanoa Igarashi, também eliminado na repescagem da etapa brasileira, que continua sendo disputada.

As oitavas de final da disputa masculina e as semifinais femininas seriam realizadas no sábado, mas as ondas de Itaúna estavam mais baixas e havia previsão de vento sudoeste. Por isso, a continuidade da competição foi adiada.

Medina foi eliminado na sexta-feira, mas a jornada começou na quinta, quando ele perdeu a primeira rodada para Connor O’Leary. Então, precisou ir para a repescagem por uma vaga nas oitavas de final e acabou eliminado pelo australiano Callum Robson. Ao sair do mar, foi visto mancando e se queixou de dores por causa de uma pancada no joelho direito. Depois, descobriu uma outra lesão no esquerdo e agora vai se resguardar das competições para iniciar o tratamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.