Carlos Osorio/AP
Carlos Osorio/AP

Hunter-Reay vence 2ª prova de Detroit e encerra jejum de quase 3 anos na Indy

Norte-americano da equipe Andretti triunfa mesmo após largar da décima posição do grid

Estadão Conteúdo

03 de junho de 2018 | 21h06

Ryan Hunter-Reay conquistou neste domingo a sua primeira vitória na Fórmula Indy desde 2015. O piloto norte-americano encerrou este longo de jejum ao triunfar na segunda prova da etapa de Detroit da categoria norte-americana, que é disputada em sistema de rodada dupla e teve a sua primeira corrida no último sábado.

+ Lorenzo encerra jejum e vence etapa italiana da MotoGP

+ Mallya deixa cargo de diretor, mas segue como chefe da Force India na F-1

O competidor da equipe Andretti encerrou uma sequência de 42 etapas sem vitórias depois de ter largado da décima posição do grid. E ele cruzou a linha de chegada com 11s354 de vantagem para o australiano Will Power, que ficou em segundo lugar pela Penske.

A última vitória de Hunter-Reay na Indy havia acontecido em agosto de 2015, quando faturou a etapa de Pocono. O norte-americano liderou apenas 18 das 70 voltas desta segunda corrida do final de semana em Detroit e acabou sendo beneficiado por um erro do seu compatriota e companheiro de equipe, Alexander Rossi, que havia largado da pole e deixou o seu carro escapar na curva 3 do circuito quando liderava a prova, a sete voltas para o fim.

A partir daí, Hunter-Reay seguiu tranquilo até a vitória, seguido de longe por Will Power. O pódio da prova foi completado pelo inglês Ed Jones, da Chip Ganassi, que terminou 13s229 atrás do líder.

O neozelandês Scott Dixon, que no último sábado venceu a primeira corrida desta rodada dupla em Detroit e obteve a sua 42ª vitória na carreira, terminou em quarto lugar neste domingo. No dia anterior, ele fez história ao se igualar a Michael Andretti como terceiro maior vencedor da história da Indy. Agora, ele só está atrás do recordista AJ Foyt, que subiu por 67 vezes ao topo do pódio, e de Mario Andretti (52).

Já Rossi, que deixou a vitória escapar no fim, fechou a prova deste domingo apenas em 12º e acabou saindo da liderança do campeonato, no qual é o terceiro colocado, com 298 pontos. O posto de líder passou a ser ocupado por Will Power, com 309 pontos, e o novo vice-líder é Dixon, com 304.

Entre os brasileiros, destaque para Tony Kanaan, que havia sido o 14º colocado na prova de sábado e neste domingo conquistou o sétimo lugar pela equipe Foyt. O seu compatriota e companheiro de equipe, Matheus Leist, foi apenas o 14º, um dia depois de ter aberto o final de semana com um 15º lugar.

O norte-americano Graham Rahal, da RLL, e o canadense Robert Wickens, da Schmidt Peterson, terminaram a corrida deste domingo logo à frente de Kanaan, respectivamente na quinta e sexta posições. Atrás do brasileiro, Charlie Kimball (Carlin), Marco Andretti (Andretti) e o francês Simon Pagenaud (Penske) completaram, nesta ordem, o grupo dos dez primeiros colocados.

A etapa seguinte do campeonato da Fórmula Indy será realizada em Fort Worth, no Texas, já no próximo sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.