Valdrin Xhemaj/EFE
Valdrin Xhemaj/EFE

Vettel garante que incômodo no pescoço não será obstáculo no GP da Inglaterra

Alemão quase ficou de fora do treino classificatório para corrida no circuito de Silverstone

Estadão Conteúdo

07 Julho 2018 | 17h22

Após ter dores no pescoço que quase o tiraram do treino classificatório para o GP da Inglaterra neste sábado, o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, garantiu que estará em boas condições para a corrida no circuito de Silverstone neste domingo. A largada está prevista para as 10h10 (de Brasília).

+ Hamilton quebra recorde em Silverstone e largará na pole no GP da Inglaterra

+ Após pole em Silverstone, Hamilton destaca 'adrenalina muito acima dos limites'

Líder do campeonato, Sebastian Vettel sentiu um incômodo na região do pescoço e perdeu o final do terceiro treino livre. Ele foi examinado e, mesmo com dores, liberado para o treino classificatório, em que brigou pela pole com o inglês Lewis Hamilton até o final e acabou chegando na segunda colocação, apenas 44 milésimos atrás do rival da Mercedes.

"Não foi o treino mais agradável, mas pude competir. Então está tudo bem. Tivemos de parar mais cedo do que eu queria pela manhã, mas estava tudo bem para a classificação. Não sei o que aconteceu, mas o meu pescoço ficou um pouco duro", explicou. "Não estou preocupado, acho que a noite vai ajudar. Além disso, a velocidade será menor do que na classificação porque há mais gasolina, então será OK", completou o alemão.

O piloto da Ferrari lamentou a perda da pole position para Lewis Hamilton e não soube explicar por que não chegou na frente do principal rival nesta temporada da Fórmula 1. Os dois estão separados apenas por um ponto na classificação do Mundial de Pilotos. Sebastian Vettel passou o inglês e assumiu a liderança na última corrida na Áustria - soma 146 pontos.

"Foi por muito pouco. Obviamente fiquei feliz com a primeira volta no Q3 e conseguimos ir ainda melhor depois, mas parece que perdi um pouco o ritmo nas retas. Não sei o porquê, mas tive duas voltas idênticas, meio décimo não é algo que você vai encontrar em algum lugar. Então, Hamilton foi um pouquinho melhor na última volta, mas para amanhã (domingo) deve ser melhor", considerou Sebastian Vettel.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.