Daniel Zappe/ CBV
Daniel Zappe/ CBV

Renan exalta raça e maturidade da seleção após vitória sobre os EUA no vôlei

Seleção brasileira derrotou tirou a invencibilidade dos Estados Unidos na competição

Estadao Conteudo

03 Junho 2018 | 17h58

O técnico Renan Dal Zotto não escondeu a sua satisfação com a seleção brasileira masculina de vôlei após ver o time nacional vencer os Estados Unidos por 3 sets a 2, de virada, com parciais de 21/25, 20/25, 25/19, 25/20 e 20/18, neste domingo à tarde, em Goiânia, pela Liga das Nações.

+Brasil vence de virada e encerra invencibilidade dos EUA

+ Seleção feminina prevê duelos difíceis na sequência da Liga das Nações

O resultado levou o Brasil à liderança da competição, ao lado da Polônia, com 15 pontos, e o comandante exaltou a raça e a maturidade apresentadas pela equipe para buscar uma reação complicada diante dos norte-americanos. Antes disso, os brasileiros também obteve nesta semana na capital goiana triunfos sobre Coreia do Sul e Japão, ambos por 3 sets a 0.

"Tudo que queríamos era sair daqui com três vitórias, mas sabíamos da dificuldade que seria. Os dois primeiros jogos com menos informações, o grupo reagiu bem, e o de hoje, mais uma vez provou que não dá para jogar com seis jogadores. Nós temos que ter a qualidade de todos prontos para qualquer momento", analisou Renan, que depois falou sobre o espírito de luta exibido pelos seus comandados.

"Hoje não desistimos em momento nenhum do jogo. Mesmo no segundo set, quando estivemos com o placar bastante dilatado, os atletas buscaram o set, chegaram junto, mas não deu tempo de recuperar. Depois, no terceiro e no quarto sets, o time encaixou bem, teve maturidade, tranquilidade e fez uma grande partida", completou o treinador.

Depois desta série de vitórias, a seleção brasileira voltará a jogar pela Liga das Nações na cidade de Ufa, na Rússia, onde enfrentará os donos da casa, o Irã e a China, respectivamente nos dias 8, 9 e 10 deste mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.