Gilvan de Souza / Flamengo
Gilvan de Souza / Flamengo

Rueda aguarda Trauco, Cuéllar e Guerrero e admite perder trio para clássico

Treinador do Flamengo explicou que o trio chegará na quinta no Rio, dois dias depois de defenderem suas seleções

Estadão Conteúdo

09 Outubro 2017 | 13h38

O Flamengo entra em campo na quinta-feira para um clássico diante do Fluminense às 17 horas, no Maracanã. O confronto é importante para a equipe, que briga por uma vaga no G6 do Campeonato Brasileiro, mas o técnico Reinaldo Rueda pode ter desfalques de peso. Trauco, Cuéllar e Guerrero estão com suas seleções nas Eliminatórias para a Copa do Mundo e são dúvidas.

Apresentado, novo vice de futebol do Flamengo fala em título da Sul-Americana

Rueda explicou que o trio desembarcará na quinta-feira pela manhã no Rio, dois dias depois de defenderem suas seleções na última rodada das Eliminatórias. Só então, serão analisados para saberem se jogarão. O possível desfalque passa ainda pelas classificações de Colômbia e Peru para a Copa do Mundo e o estado psicológico dos atletas.

"Esses três jogadores estarão de volta na quinta-feira pela manhã. Primeiro, Trauco e Paolo. Dependerá se estarão comemorando a classificação ou não. São fatores psicológicos e sociológicos que precisamos compreender, pois eles têm um compromisso grande com o Flamengo. Uma hora depois, chegará Cuéllar, pelo itinerário que tem", comentou Rueda nesta segunda-feira.

Os três, porém, não são as únicas dúvidas do Flamengo. O meia Diego, cortado da seleção brasileira por um problema muscular na coxa, também pode ser desfalque. Já Vinícius Júnior se recupera de uma torção no joelho. Ambos serão avaliados nos próximos dias para saber se ficam à disposição.

"Falei com o Vinícius e ele disse que está sem dor. Está em transição do departamento médico para os trabalhos em campo. Faltam três dias e apostamos em sua juventude para que ele ganhe alguns minutos. É uma situação parecida com a do Diego. Vamos esperar para que o departamento médico lhe dê alta e possamos contar com ele. Passará pelo que sente o jogador, pelo que dizem os doutores, fisioterapeutas, e como assimilará a transição nos trabalhos prévios aos com o restante do grupo", informou Rueda.

Independentemente dos jogadores que terá para escalar, Rueda ressaltou a importância de uma vitória no clássico. Com 39 pontos, o time rubro-negro é apenas o sétimo colocado do Brasileirão no momento. Por isso, além da ascensão na tabela, um resultado positivo seria fundamental também para embalar a equipe.

"É um dérbi com muita história no futebol carioca e sabemos tudo o que significa sociologicamente. O Fluminense tem um grande elenco, que está fazendo uma boa participação internacional também. Um time muito equilibrado, com bons jogadores e um treinador de grande trajetória. Será uma partida transcendental para nós. Teremos pela frente um rival que se transforma. Esses clássicos sempre têm um ingrediente especial que se reflete nas respostas de jogo", avaliou o colombiano.

Mais conteúdo sobre:
Flamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.