Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Atlético-MG pega Paraná pela Primeira Liga na última chance de jogar outra final

Micale fecha último treino, mas deverá escalar titulares neste sábado, às 19h, no estádio Independência

Estadão Conteúdo

02 de setembro de 2017 | 09h06

Eliminado da Copa do Brasil e da Copa Libertadores e em má situação no Campeonato Brasileiro, o Atlético Mineiro tem a sua última chance de jogar mais uma final em 2017 neste sábado, às 19 horas, quando recebe o Paraná pelo jogo único da semifinal da Copa da Primeira Liga. Por ter melhor campanha, o time mineiro atua em casa, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Com exceção do título do Campeonato Mineiro, o Atlético Mineiro decepcionou o seu torcedor na temporada. Com um dos melhores elencos do país, ao menos no papel, o clube esperava ir mais longe na Libertadores e na Copa do Brasil, bem como lutar pela conquista do Brasileirão. Diante das eliminações, a Copa da Primeira Liga passou a ser mais valorizada.

Como utilizou apenas reservas diante do Internacional na vitória por 1 a 0, em Porto Alegre, nas quartas de final, na última quarta-feira, a tendência é que o técnico Rogério Micale leve a campo o time que entende como ideal de titulares. O treinador, entretanto, fechou a entrada da imprensa no treinamento desta sexta-feira.

"Como a gente não tem ideia do Paraná, também não quero facilitar. Hoje tudo é muito instantâneo. É só para tentar dificultar um pouquinho a vida do Lisca (técnico do Paraná)", justificou Rogério Micale. A grande dúvida é quem será o centroavante. Desde que assumiu, o treinador mostrou preferência por Rafael Moura, mas Fred está em plena condição física.

A dúvida também impera no Paraná. Muito preocupado com a condição física de seus jogadores após a classificação sobre o Flamengo, Lisca cogita um time diferente, mas não deu dicas sobre a escalação. Certo é que os atacantes Robson e Minho, que deixaram a última partida lesionados, sequer viajaram para Belo Horizonte. "Todo mundo quer jogar neste momento de decisão, mas temos que pensar no geral e vamos usar todos nossos departamentos para chegar a melhor solução", cravou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.