Fabio Menotti/Palmeiras
Fabio Menotti/Palmeiras

Endrick admite desejo de jogar o Mundial, mas dá razão a Abel: 'Está supercerto'

Jovem de 15 anos fala em sonho de defender o Palmeiras em Abu Dabi, mas concorda com o treinador português, que disse que ele tem de aproveitar a juventude na Disney

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2022 | 17h26

Jovem mais falado das categorias de base do futebol brasileiro - talvez até mundial - Endrick admitiu o desejo de jogar o Mundial de Clubes da Fifa. Mas o garoto de 15 anos, estrela da base do Palmeiras, deu razão ao técnico Abel Ferreira, que recentemente indicou que não levará o garoto para Abu Dabi com o grupo principal e sugeriu que ele tem de aproveitar a juventude na Disney.

O adolescente já virou motivo de esperança para os torcedores, que querem vê-lo no Mundial. No entanto, embora tenha vontade de disputar o torneio da Fifa, que permite a inscrição de atletas com menos de 16 anos, Endrick entende que Abel tem razão em ter calma para lançá-lo no elenco profissional.

"Todo atleta sonha jogar o Mundial. Eu sonho também. Mas mantenho a calma, o Abel está supercerto", afirmou o atacante em entrevista coletiva ao lado do goleiro Matheus e do volante Pedro Bicalho. Os três, campeões da Copinha, treinaram com o elenco profissional nesta quinta. "Todo garoto de 15 anos pretende ir pra Disney. Seria bom ir. Vou torcer bastante e se Deus quiser vamos levar esse Mundial", acrescentou.

Artilheiro do Palmeiras na Copinha com seis gols em sete jogos, Endrick salientou que "a humildade é essencial" para controlar a ansiedade e lidar bem com a fama precoce aos 15 anos. "Minha família, as pessoas que estão ao meu lado, meus empresários, falam para eu não me exaltar. A humildade é o que mais prezo, é essencial na minha vida. Tenho deixado um pouco as redes sociais. Não tem como fugir, mas sempre mantendo a humildade", disse o jovem.

A estrela da base alviverde tem sido especulada em vários clubes da Europa. Seu nome, segundo a imprensa espanhola, está associado principalmente ao Real Madrid. Endrick ainda tem contrato de formação com o Palmeiras e só pode assinar um vínculo profissional assim que fizer 16 anos, em 21 de julho deste ano. Ele reiterou que quer ficar no time alviverde, embora não tenha estipulado um período, e avisou que deixa as especulações "de lado", com seus empresários.

"Não tem uma idade certa (para jogar no Palmeiras). Enquanto estiver aqui, vou buscar mais títulos. Se Deus quiser, vamos passar muito anos juntos e conquistar muitos títulos", falou o atacante, que se tornou o jogador mais jovem a atuar e marcar pelo clube no mais tradicional torneio de base do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.