Amanda Perobelli/ Reuters
Amanda Perobelli/ Reuters

Fortaleza anuncia a contratação do técnico argentino Juan Pablo Vojvoda

Equipe tricolor estava sem técnico desde a demissão de Enderson Moreira, em 25 de abril

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de maio de 2021 | 18h00

O Fortaleza anunciou nesta terça-feira a contratação do técnico argentino Juan Pablo Vojvoda. O treinador chega para assumir as funções deixadas por Enderson Moreira, demitido no fim de abril, após eliminação nas semifinais da Copa do Nordeste para o Bahia.

O argentino terá como missão conduzir a equipe tricolor a bons resultados no Campeonato Cearense, além do Campeonato Brasileiro da Série A e da Copa do Brasil. Ariel Holan, ex-técnico do Santos, foi especulado ao longo da última semana como possível novo treinador. Mas a negociação não prosperou, e o Fortaleza acertou a chegada de Vojvoda.

Com 45 anos, o treinador é ex-zagueiro, mas procura armar suas equipes com futebol ofensivo. Vojvoda iniciou sua trajetória como técnico no Newell's Old Boys, em 2016. Depois, seguiu para o Defensa y Justicia e, em 2017, assumiu o Talleres de Córdoba, onde comandou a equipe na eliminação do São Paulo na Pré-Libertadores de 2019.

Após curto trabalho no Huracán, foi para o futebol chileno e, em 2020, levou o desconhecido Unión La Calera às oitavas de final da Copa Sul-Americana (sendo eliminado pelo colombiano Junior Barranquilla), ao vice-campeonato chileno e consequentemente à participação na fase de grupos da Libertadores 2021. Ao todo, foram 40 jogos, com 18 vitórias, dez empates e 12 derrotas.

Desde a última temporada, o trabalho de Vojvoda tem chamado a atenção de torcedores brasileiros que fizeram campanha para sua chegada ao comando técnico de suas equipes. Sua forma de trabalho, ao menos em parâmetros táticos, pode se assemelhar ao de Rogério Ceni.

Encontrar um perfil próximo ao que levou a equipe tricolor a bons resultados no futebol brasileiro tem sido a maior dificuldade da diretoria do Fortaleza. Zé Ricardo assumiu o time em 2019, depois que o ex-goleiro partiu para o Cruzeiro. Mais tarde, quando deixou a equipe para trabalhar no Flamengo, o primeiro escolhido foi Marcelo Chamusca e, em seguida, Enderson Moreira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.