Andres Stapff/Reuters
Andres Stapff/Reuters

Uruguai faz 3 a 0 no Usbequistão e festeja com 60 mil torcedores antes da Copa

O meia Arrascaeta, o centroavante Luis Suárez e o zagueiro José Giménez marcaram os gols da vitória

Estadão Conteúdo

07 Junho 2018 | 22h55

Sem dificuldade, o Uruguai bateu o Usbequistão por 3 a 0 nesta quinta-feira, em Montevidéu, no último amistoso antes do embarque para a Copa do Mundo da Rússia. O meia Arrascaeta, o centroavante Luis Suárez e o zagueiro José Giménez marcaram os gols da vitória.

+ Gana corre risco de ser suspensa da votação para escolha da sede da Copa de 2026

+ Zagueiro da Rússia diz que aprendeu com Sergio Ramos a forma de parar Salah

+ Islândia leva gol no final e empata com Gana em último amistoso antes da Copa

Sob vento gelado e 10ºC de temperatura, prevaleceu o calor dos 60 mil torcedores celestes que lotaram o estádio Centenário. A bonita festa na despedida da equipe antes do embarque para a Rússia teve mosaico gigante nas arquibancadas, feito pela primeira vez no local para a seleção.

O Uruguai dominou o jogo. Teve mais posse de bola e tocou bem no meio de campo. Porém, esteve longe de envolver a equipe adversária, como fez durante as Eliminatórias Sul-Americanas, na qual terminou em segundo lugar, atrás apenas do Brasil.

No início da partida, Arrascaeta, jogador do Cruzeiro, foi o autor das principais arrancadas uruguaias, diante da fraca seleção usbeque, que nunca disputou uma Copa do Mundo e atualmente é a 95.ª colocada no ranking da Fifa.

O time do técnico Óscar Tabárez concentrava as ações e tinha dificuldade de encontrar o último passe. Mas, aos 31 minutos, Luis Suárez resolveu fazer a diferença. Achou Cavani em boas condições, que driblou o goleiro, perdeu o ângulo para o chute e cruzou para a área. Na sobra, Arrascaeta dominou e soltou a bomba no ângulo: 1 a 0.

Aos 40 minutos, em lance parecido, Luis Suárez recebeu na frente e também perdeu o ângulo depois de driblar o goleiro. Cruzou e a zaga do Usbequistão afastou.

O segundo tempo começou da mesma maneira: Uruguai em cima e o adversário se defendendo como podia. Logo aos 8 minutos, o zagueiro Ashurmatov tocou com a mão na bola dentro da área e o árbitro brasileiro Raphael Claus marcou pênalti. Luis Suárez bateu no meio do gol e ampliou: 2 a 0.

A partir do segundo gol, Óscar Tabárez promoveu uma série de substituições na equipe titular que disputará o Mundial, que teve apenas a ausência do lateral-direito Guillermo Varela, com uma contratura na coxa. Mesmo com a maioria dos reservas em campo sendo testados, José Giménez, do Atlético de Madrid, marcou o terceiro de cabeça, após escanteio, aos 28 minutos: 3 a 0.

 

Nervoso, o Usbequistão abusava das faltas. E teve o lateral-esquerdo Komilov expulso, aos 34 minutos, após solada em Carlos Sánchez. O goleiro uruguaio Muslera, que pouco trabalhou no primeiro tempo, fez a sua primeira defesa na segunda etapa aos 41. E foi só.

O Uruguai estreia na Copa do Mundo no próximo dia 15, em Ecaterimburgo, contra o Egito do craque Mohamed Salah, do Liverpool. Encara a Arábia Saudita no segundo jogo, no dia 20. E encerra a primeira fase no dia 25 diante da anfitriã Rússia.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.