Ronald Wittek / EFE
Ronald Wittek / EFE

Willian vê evolução 'muito grande' do Brasil e exalta Hazard como o melhor belga

Meiocampista espera que Brasil mantenha ideia de jogo das partidas anteriores para alcançar triunfo

Almir Leite, Leandro Silveira e Marcio Dolzan, enviados especiais / Sochi, O Estado de S.Paulo

04 Julho 2018 | 13h26

Um dos destaques da seleção na vitória sobre o México, o meia Willian espera um jogo muito difícil diante da Bélgica, mas não mais do que aqueles que o Brasil enfrentou até agora na Copa do Mundo da Rússia. O jogador do Chelsea reconhece que os belgas têm atletas muito habilidosos no setor ofensivo, como o meia Hazard, seu companheiro de clube, mas destaca que todos os adversários são complicados em um Mundial. Para ele, que vê a seleção em crescimento no Mundial, o mais importante é o Brasil conseguir impor sua ideia de jogo na partida desta sexta-feira, às 15 horas (de Brasília), em Kazan, pelas quartas de final da competição.

+ Pela 1ª vez na Copa, Brasil não fará treino de reconhecimento em estádio de Kazan

+ Paulinho é poupado no último treino da seleção em Sochi

+ Copa do Mundo entra na reta final com choques de estilos de jogo

Nesta quarta-feira, logo após o último treino da seleção em Sochi, Willian fez uma avaliação dos jogos da seleção até aqui e afirmou que o Brasil está num momento de crescimento. "Sem dúvida a seleção teve uma evolução muito grande desde o primeiro jogo, quando teve a questão do nervosismo de uma estreia. Viemos crescendo e hoje estamos muito bem, no mesmo nível das Eliminatórias. Esperamos levar isso (para o jogo) contra a Bélgica, com concentração, sem tomar gols, como aconteceu até agora", disse.

O jogador do Chelsea elogiou o adversário desta sexta. "São vários jogadores que jogam na Premier League (Campeonato Inglês), alguns comigo no Chelsea. São grandes jogadores, com muita qualidade, e o Hazard é o principal deles. Courtois é um baita goleiro. Difícil achar um ponto fraco, é um goleiro muito alto, que sai bem. Vamos procurar a melhor maneira para atacar a Bélgica", pontuou o jogador.

Sobre Hazard, Willian foi mais longe. Ele o chamou de "um dos melhores jogadores do mundo" e enalteceu o relacionamento que tem com o colega no clube. "É a primeira vez em cinco anos de Chelsea que vou jogar contra ele. É um cara que, além de baita jogador, é muito humilde. Gosto muito dele, de ter um relacionamento com ele no clube, mas é o momento de cada um defender o seu lado, e espero levar a melhor", comentou.

 

Sobre a partida válida pelas quartas de final, Willian considera que o Brasil terá pela frente uma seleção tão difícil como as quatro enfrentadas até aqui. "A gente já teve vários testes, vários jogos difíceis. Copa do Mundo não tem jogo fácil, todo adversário é complicado, difícil de jogar. Vai ser um jogo importante, difícil, mas, independentemente do adversário, temos que manter nossa ideia de jogo, marcar forte, buscar espaços. Isso que vamos fazer contra a Bélgica", afirmou o meia.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.