Érico Leonan/Sâo Paulo FC
Érico Leonan/Sâo Paulo FC

Edimar exalta sequência de vitórias e pede São Paulo focado para somar 47 pontos

Jogador que está emprestado ao clube tricolor até dezembro ainda reafirmou que quer continuar no Morumbi em 2018

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

31 Outubro 2017 | 12h21

O lateral-esquerdo Edimar, do São Paulo, reconhece o bom momento do time, mas pede foco total aos 47 pontos que a equipe precisa para se livrar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Atualmente, o time tem 40 e está na 11ª posição, a cinco pontos do Z-4. 

Grupo pedirá impeachment de Leco em reunião do Conselho Deliberativo do São Paulo

Para Edimar, as duas vitórias seguidas (2 a 0 sobre o Flamengo e 2 a 1 sobre o Santos) fizeram mudar totalmente o clima no Morumbi. "O momento tem sido muito bom para o São Paulo. As duas vitórias seguidas nos trouxeram mais tranquilidade, alegria, motivação e confiança. Queremos continuar nessa sequência para o clima melhorar ainda mais."

Apesar da arrancada no Brasileiro, o time está concentrado de que ainda precisa correr atrás do prejuízo para se livrar de vez do risco de cair. "Nossa meta está estabelecida. Queremos 47 pontos e nosso foco é nessa linha. Só depois disso podemos pensar em outros objetivos. Agora, são os 47 pontos. Qualquer pensamento que não seja relacionado a isso tem que ser extraído da nossa cabeça."

Há duas rodadas como titular da posição no time, Edimar exaltou a disputa com Júnior Tavares. "É uma disputa sadia. Qualquer clube grande tem de haver essas disputas. O Júnior é um grande jogador e tem uma margem de progressão muito grande. Nesse momento, eu estou jogando, quem decide é o professor Dorival Junior, mas a disputa é sadia e quem ganha com isso é o São Paulo."

 

Emprestado ao São Paulo pelo Cruzeiro até o fim deste ano, Edimar informou que ainda não tem uma definição sobre seu futuro. Seu desejo é ficar no time tricolor. "Estou feliz aqui e já me manifestei: meu desejo é continuar aqui, pelo tamanho do clube pelos profissionais, por tudo. Até o momento, não foi conversado nada. Por enquanto, meu foco é tirar o São Paulo do risco de rebaixamento e só depois pensar em outros objetivos."

O jogador projeta mais um jogo difícil neste Brasileirão, no próximo sábado, em Goiânia, contra o Atlético-GO. "Temos que buscar pontos fora, precisamos melhorar isso. Vai ser difícil o jogo porque todos os jogos do torneio são difíceis, e é um jogo de suma importância na  nossa caminhada de subir na abela e dar continuidade a uma sequência de vitórias."

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.