Javier Etxezarreta / EFE
Javier Etxezarreta / EFE

Thiago Alcântara diz que Espanha fez autocrítica e pede time 'sem medo de errar'

Meiocampista minimiza pressão da torcida russa: "o que importa é dentro de campo"

Estadão Conteúdo

29 Junho 2018 | 10h34

O desempenho irregular da Espanha na Copa do Mundo até o momento não tira a confiança do meio-campista Thiago Alcântara. O jogador afirmou que a seleção espanhola está consciente dos erros que cometeu na primeira fase da competição, mas pediu apoio da torcida nas partidas eliminatórias do torneio.

+ Mata-mata da Copa do Mundo terá duelo de campeões mundiais

+ Carvajal diz que Espanha precisa evoluir, mas vê críticas 'além da conta'

+ Muricy Ramalho: Nada de novo nos esquemas táticos

"Todos devemos fazer autocrítica. Viemos com a intenção de ganhar o Mundial. Estamos todos longe de casa, temos de apoiar nossa seleção. Fizemos uma partida ruim e temos falhas, mas estamos juntos para ganhar. Não há nada a esconder sobre o que não deu certo. Estamos nas oitavas de final da Copa do Mundo. Vamos aproveitar o momento, jogar futebol e avançar", disse Alcântara em coletiva de imprensa concedida nesta sexta-feira, em Krasnodar.

O próximo compromisso da Espanha será contra a anfitriã Rússia, às 11 horas (de Brasília) deste domingo, no estádio Luzhniki, em Moscou. "Vamos jogar contra milhares de russos, em um estádio cheio. Estaremos fora de casa, mas o que importa é dentro do campo", afirmou o meio-campista.

No Grupo A, a Espanha empatou com Portugal por 3 a 3, no dia 15, em Sochi, derrotou o Irã por 1 a 0, no dia 20, em Kazan, empatou com o Marrocos por 2 a 2, na última segunda-feira, em Kaliningrado. Apesar da conquista do primeiro lugar, a seleção espanhola foi a líder de chave com o menor número de pontos no torneio.

 

"Não podemos ter medo de errar. Queremos jogar, dar velocidade à bola, desarmar o rival. É complicado quando a equipe adversária fica toda na defesa. Há partidas que devemos ter cuidado com os passes, mas sem medo de errar", receitou o jogador do Bayern de Munique.

Titular apenas na terceira rodada da primeira fase, Alcântara garante que o importante para ele é conseguir vencer a Rússia e passar para as quartas de final. "Temos 23 jogadores para entrar em campo, ruim mesmo será se formos eliminados", afirmou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.